Novembro Azul: Um compromisso de Homem para Homem.

UMA HISTÓRIA TODA FEITA DE HOMENS.

A Parábola do Bom Samaritano é uma parábola de Jesus reproduzida exclusivamente no Evangelho de Lucas (Lucas 10:25-37). O significado da Parábola do Bom Samaritano fala sobre a prática do amor e o cuidado ao próximo.

Se prestarmos atenção, vamos perceber que nessa história todos são homens: o bom samaritano, o sacerdote, o levita, os ladrões e o hospedeiro – além de Jesus, que contou a história, e o doutor da Lei, para quem ela é contada a princípio.

No ponto central, um homem espancado, caído à beira da estrada , abandonado e arrasado, talvez com vários ferimentos. Seu sofrimento físico, ainda é somado com a indiferença e o desamor de dois religiosos que vão passando por ali. De repente, a ajuda chega. Um viajante samaritano que passa por ali presta socorro, pega ele no colo, limpa suas feridas, passa remédio e paga suas despesas.

O samaritano é descrito por Jesus como aquele que fez o que deveria ser feito. No entendimento de um judeu, isso não era algo comum. Os samaritanos não eram um povo simpático aos judeus, e vice e versa. A inimizade entre samaritanos e judeus lembrava os tempos do Antigo Testamento. 

MAS AFINAL, O QUE ESTA PARÁBOLA TEM HAVER COM A CAMPANHA NOVEMBRO AZUL?

CUIDADO É COISA DE HOMEM!

Não é curioso que nessa história tão voltada para o ato da misericórdia e do amor, fale somente de homens? Cuidar, amparar, agasalhar, ter compaixão geralmente são práticas feitas por mulheres.

Todo homem que já precisou cuidar de outro homem sabe o quanto de censura está envolvida no simples ato de tocar o corpo de outro homem. Cuidar de um doente, dar banho, talvez trocar as roupas, ou até mesmo trocar as fraldas, levar ao banheiro, tudo isso envolve ultrapassar as travas e  preconceitos de ambos os lados.

Quanta coisa se perde entre os homens presos nas intolerâncias, nos preconceitos, machismos e egoísmos!

O simples fato de tocar e ser tocado já gera um desconforto enorme entre os homens. Principalmente para aqueles que pensam ser uma vergonha realizar alguns procedimentos médicos, como por exemplo, o exame de próstata. 

Que pena que a história do bom samaritano não chegue aos corações tantos homens que tantas vezes perdem a alma e a vida distantes uns dos outros.

O BOM SAMARITANO É UM EXEMPLO PARA TODOS OS HOMENS

A história do bom samaritano trata de todas essas questões e seu desfecho vira um exemplo para todos os homens que precisam romper as barreiras de um comportamento machista e antiquado herdado de uma cultura social que coloca o homen sendo o sexo forte, criando uma ilusão de superioridade, acreditando que se cuidarem ou permitirem ser cuidados por outro homem, isso pode afetar sua masculinidade.

Agora a salvação é uma questão de espírito, alma e corpo! O bom samaritano além de dar um belo exemplo de amor ao próximo ensina também sobre o constrangimento que é cuidar de outro homem, pois:

1. Supera a intolerância e socorre um homem “inimigo” seu (samaritanos e judeus não tinham boas relações);

2. Supera o preconceito e salva um homem pelo simples fato deste estar precisando de ajuda,

3. Supera o machismo e consegue cuidar das feridas desse homem machucado, tocar-lhe o corpo, passar unguentos, pegá-lo no colo;

4. Supera o egoísmo e exercita a solidariedade; interrompe sua caminhada, gasta seu tempo no cuidado, e ainda paga as despesas com a hospedagem.

OS HOMENS A CAMINHO DA SAÚDE

Aqui é a hora de tocar em assuntos de tabu do corpo masculino, como o exame de próstata.

O comportamento dos homens em relação aos cuidados com a própria saúde, é um caso a ser compreendido. Não é natural ainda para muitos um cuidado consigo mesmo, nem com o seu próximo.

Em relação ao câncer de próstata, mesmo sendo o mais comum entre os homens, com grande taxa de mortalidade, a procura do exame preventivo ainda é muito baixa pois grande parte dos homens têm uma grande dificuldade em realizar o exame por receio, vergonha, falta de informação e até mesmo preconceito.

Diante de tudo isso, existem muitas possibilidades da igreja se posicionar frente a isso, ajudando e incentivando seus membros a participar da campanha novembro azul, realizando palestras informativas a respeito do câncer de próstata e do cuidado com a saúde do homem. Refletindo sobre a cultura e sua influência sobre o comportamento masculino quanto ao cuidado e a atenção para com o seu corpo.

CONVIDE PARA UMA RODA DE CONVERSA – Pesquise e compartilhe no grupo de estudo dados estatísticos e atitudes preventivas em torno do câncer de próstata e conversem sobre o assunto em roda de conversa.

ORGANIZE UM DIA PARA UMA PALESTRA NA IGREJA – Convide um profissional da área ou com domínio no assunto para tirar as dúvidas dos homens da sua igreja e da comunidade próxima.

CULTO SOBRE NOVEMBRO AZUL – Prepare um culto com todos os homens da igreja e convidados para incentivá-los a fazer o exame, incentive os homens da sua igreja a deixarem o preconceito com o corpo e a dificuldade de fazer exames preventivos, como o toque retal. Volte ao bom samaritano, e lembre-os como ele é um exemplo para todos os homens, na superação da intolerância, do preconceito, do machismo, e do egoísmo, ligando salvação da alma ao cuidado do corpo.

Ninguém no mundo está livre de ser afetado por uma doença, seja física ou mental. Dessa forma, nosso objetivo aqui, foi conscientizar você que é homem sobre a necessidade de cuidar do seu corpo e até mesmo cuidar de outro homem que esteja passando por situação de vulnerabilidade assim como fez o bom samaritano. 

SEJA HOMEM! SE CUIDE.

Saiba como nosso aplicativo pode ajudar a sua igreja na campanha novembro azul.

Com o nosso módulo eventos você pode criar seu evento da campanha com inscrição, escrever uma apresentação sobre o evento, definir o local e adicionar o mapa da localização, enviar fotos do local do evento e muito mais.

Se você quer entender em detalhes como podemos auxiliar você, entre em contato com a gente! E fique à vontade para deixar o seu comentário no espaço abaixo. Estamos sempre à sua disposição!

Hilda Ribeiro
Hilda Ribeiro
Artigos: 143

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *