Os princípios da adoração

A adoração é um tema que desperta muitas discussões no ambiente cristão.

Há muitas diferenças na forma de adorar, principalmente quando se trata de estilos de músicas que são apresentadas nos cultos.

Sabemos que verdadeiros adoradores adoram em espírito e em verdade, ou seja, a adoração é feita com um coração transparente. A adoração é ativa, isso significa que ela deve demonstrar ao mundo inteiro que Deus é soberano.

“Deus é Espírito, e por isso os que o adoram devem adorá-lo em espírito e em verdade”.

João 4:24

A adoração não é limitada, não é apenas aquela que prestamos nos cultos, com louvores e mãos estendidas, mas a que damos diariamente através das nossas atitudes, nos nossos lares, nos nossos relacionamentos e por todos os lugares que formos.

Ou seja, a adoração verdadeira é um estilo de vida, não uma atividade. E ela não se limita às quatro paredes de um templo, mas que se inicia no secreto e transborda em público, transformado de dentro para fora e demonstrando a todos o poder da  glória de Deus.

A verdade é que podemos adorar a Deus de diversas formas:

Obedecendo aos seus mandamentos

“Jesus continuou: – Se vocês me amam, obedeçam aos meus mandamentos”.

João 14:15

Amando o próximo

“Este é o meu mandamento: Amem uns aos outros”.

João 15:17

Testemunhando a sua palavra

“Mas recebereis a virtude do Espírito Santo, que há de vir sobre vós; e ser-me-eis testemunhas, tanto em Jerusalém como em toda a Judéia e Samaria, e até aos confins da terra”.

Atos 1:8

Cultivando um coração puro

“Deem graças em todas as circunstâncias, pois esta é a vontade de Deus para vocês em Cristo Jesus”.

1 tessalonicenses 5:18

Servindo as pessoas 

“Dediquem-se uns aos outros com amor fraternal. Prefiram dar honra aos outros mais do que a vocês” .

Romanos 12:10 

Orando sem cessar

“Orando em todo o tempo com toda a oração e súplica no Espírito, e vigiando nisto com toda a perseverança e súplica por todos os santos”.

Efésios 6:18

A adoração exalta a Cristo

A nossa missão é proclamar Cristo perante o mundo, destacando o seu ato de morrer por nós. Morte de cruz para que hoje pudéssemos ser livres do peso do pecado.

A adoração vai além do momento do culto

A adoração é um momento de relação com Deus. Isto é, ultrapassa os momentos dos cultos. que independente se há músicas que elevem nossa alma ou não, adoramos em espírito e em verdade.

Adorar é focar somente em Deus pois, 

  • Deus fala através da adoração 
  • Respondemos a Deus e aos outros através da adoração
  • Adorar é um estilo de vida 
  • Adoração é reconhecer e declarar o amor de Deus
  • Adorar é obedecer 

A verdadeira adoração tem como centro somente Deus. Nós somos muito tentados a focar no ambiente em que devemos adorar, na música que devemos tocar e em como as pessoas irão nos ver adorando. Focar nessas coisas, tiram os nossos olhos daquele que realmente deve receber nossa verdadeira adoração.

Em conclusão, Paulo nos exorta que toda a nossa vida deve ser vivida em adoração. Para ele a igreja não se reúne para adorar a Deus, mas adora a Deus em tudo o que faz.

“Portanto, irmãos, pelas misericórdias de Deus, peço que ofereçam o seu corpo
como sacrifício vivo, santo e agradável a Deus”

Romanos 12:1

Que possamos fundamentar nossa adoração em uma vida de obediência.

Hilda Ribeiro
Hilda Ribeiro
Artigos: 143

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *