6 erros que a igreja não pode cometer em sua gestão

Você sempre nos verá falando por aqui sobre gestão de igrejas e o quanto esse trabalho é desafiador para aqueles que estão a frente de administrar as diversas demandas da congregação.

Todo pastor, presbítero ou líder de uma igreja é desafiado a analisar, planejar e executar as ações necessárias para a administração das mais variadas atividades eclesiásticas e as necessidades do corpo de Cristo a fim de alcançar um bom nível de desenvolvimento e crescimento da igreja em todos os ministérios e departamentos.

Qualquer que seja a gestão adotada por sua denominação, não será difícil ver as práticas adotadas refletindo no cotidiano de toda a congregação e é fundamental que todos os procedimentos sejam bem planejados para que haja uma boa funcionalidade e atinja os propósitos da igreja.

Em sua jornada, aquele que cuida da administração da igreja, será desafiado com muitas dúvidas sobre as questões burocráticas, o que é bastante normal. Sendo assim, é muito importante buscar se aprofundar em conhecimento sobre a área para realizar um bom trabalho.

Sendo assim, neste post listamos 8 cuidados que a administração eclesiástica precisa ficar atenta para não cometer. Fique atento!

Não orar

Pôr em prática qualquer ação sem antes entregar a Deus em oração é um erro gravíssimo. A oração é a chave para alcançarmos a vitória em qualquer área das nossas vidas. É preciso buscar o direcionamento de Deus para saber o que ele quer para a sua igreja.

Deus espera que seus filhos possam administrar com muita dedicação tudo aquilo que pertence a Ele. E sem a prática da oração, ficará difícil saber o que Deus deseja para a gestão eclesiástica, afinal é ele que guia seu povo e deseja de nós relacionamento. Algo que você só terá através da oração.

Não planejar

O planejamento é essencial para qualquer atividade dentro e fora da igreja.

Muitos líderes acabam se atrapalhando em várias funções e atividades pelo simples fato de não planejar suas ações.

“Pois qual de vós, querendo edificar uma torre, não se assenta primeiro a fazer as contas dos gastos, para ver se tem com que acabar?” Lucas 14:28

Uma boa administração implica em planejamento e é preciso que a liderança da igreja planeje cada passo cuidadosamente, sempre buscando a vontade de Deus para a membresia e visando cumprir o propósito do Reino de Deus.

Não estabelecer metas

As metas nos motivam a uma ação. A liderança pode ter muitos sonhos para a igreja, é claro que é preciso sonhar, mas, mais importante ainda é transformar nossos sonhos em realidade, por isso, é fundamental estabelecermos metas na vida.

Para saber onde se quer chegar é necessário estabelecer metas. A administração eclesiástica deve estabelece-las e criar caminhos com o objetivos de alcançá-las.

Quando a liderança estipula algumas metas e as compartilha com a membresia, estar permitindo que o corpo de Cristo participe de forma motivada de todas as ações para alcançar o alvo.

Não saber delegar funções

É um erro tentar achar que pode fazer tudo sozinho, ou seja, se sobrecarregar com tantas tarefas. Além de não ser nada saudável, não é nada produtivo.

Muitas lideranças nas igrejas, pelo simples fato de achar que somente a liderança deve cuidar das demandas da igreja acaba negligenciando esse importante trabalho e não passando algumas responsabilidades para quem poderia realizar o trabalho de maneira competente.

Nenhum líder ou pastor de igrejas pode fazer tudo sozinho. Delegar algumas atividades para a membresia, é permitir que eles estejam ativos no corpo de Cristo e é uma forma de mobilizar a igreja para o crescimento do Reino de Deus.

Não investir em capacitação para as lideranças

Jesus foi o maior exemplo de líder que já existiu. Durante seu ministério, ele capacitou seus discípulos através do ensino e da prática ministerial para que depois que ele não estivesse mais com eles, pudessem dar continuidade na obra do Reino e assim estabelecer sua igreja e levar o evangelho da salvação em todos os cantos da terra.

Capacitar a liderança, desenvolvendo novos líderes e preparando-os para o trabalho é a marca de uma boa liderança eclesiástica. 

Esta é uma forma de demonstrar respeito e gratidão para com todos aqueles que estão à frente dos departamentos da igreja.

Não ter um sistema de gestão eficiente

Existem muitas ferramentas que podem nos auxiliar a controlar as várias demandas da igreja. Com o sistema que atenta as necessidades da sua igreja, todo o trabalho fica muito melhor de ser realizado.

E é para esse objetivo que o enuves  existe! Somos uma plataforma totalmente completa para gestão de igrejas.

Nosso  módulo financeiro é amplo e oferece ótimas possibilidades de gestão e acompanhamento das finanças do seu ministério. No módulo de Pessoas, você pode utilizar nosso formulário padrão de cadastro de pessoas, ou até mesmo criar outros campos adicionais para otimizar seu formulário com base nos dados que você precisa que as pessoas preencham. Além disso, você pode criar categorias de pessoas e organizá-las melhor.

O enuves oferece soluções para todos os setores da sua igreja. nossa plataforma é extremamente completa. Do financeiro, ao cadastro de membros, até o controle de patrimônio, site, aplicativo e muitos recursos exclusivos para a comunicação da sua igreja.

Se você ainda não conhece o Enuves Sistema e App para Igreja,  Clique aqui e saiba mais.

Convidamos você a cadastrar sua igreja gratuitamente e já começar a desfrutar de todas as funcionalidades apresentadas.

Hilda Ribeiro
Hilda Ribeiro
Artigos: 143

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *