Brainstorming: 5 dicas de como usar essa técnica na sua igreja

Quando falamos na comunicação da igreja , a criatividade e a inovação são peças fundamentais para todos os processos. E se tratando de criatividade e geração de novas ideias, sabemos que nem sempre é fácil criar e colaborar com ideias inovadoras para alcançar os objetivos da congregação .

Dessa forma, vamos falar aqui de uma ferramenta simples e poderosa para auxiliar na geração de novas ideias: o Brainstorming.

Você sabe o que é Brainstorming? 

Se não está familiarizado com esta expressão, vamos explicar: Brainstorming é o processo de gerar ideias em grandes volumes. É uma palavra em inglês que pode ser traduzida como “tempestade de ideias”. Essa técnica é utilizada para propor soluções a um problema específico e integra-se a uma reunião na qual os participantes podem expor suas sugestões e debater sobre as colaborações de todos.

Essa técnica é muito utilizada nas organizações, tanto para a seleção das melhores ideias para o desenvolvimento de algo ou solução de um problema que possa estar acontecendo, quanto para gerar o maior número de “insights” (percepções) com a intenção de que todos os pontos levantados possam ser desdobrados em ações inovadoras.

Existem algumas regras que devem ser levadas em consideração na hora de executar um bom processo de brainstorming, nas quais não se pode obter resultados relevantes se não segui-las.

Primeira regra:

Não se pode esquecer que brainstorming é um processo em grupo.

Segunda regra:

Quanto maior a diversidade de conhecimento dos participantes, mais rico e criativo será a geração de ideias.

Terceira regra:

Não é permitido o julgamento das ideias, ou seja, nesse processo toda ideia é válida.

Essas regras são fundamentais, principalmente quando se trata de igrejas onde temos um público bem diversificado com várias faixas etárias, costumes, gostos e particularidades.

Para ajudar o trabalho dos líderes, abaixo, algumas dicas de como você pode ajudar a liderança da sua igreja a desenvolver o brainstorming:

Promova a reunião do grupo em um local confortável

O processo de brainstorming pode ser realizado em qualquer lugar e a qualquer momento, mas é sempre bom fazê-lo em um lugar confortavel, agradavel e que possibilite com que as pessoas se expressem  e possam gerar ideias sem sentir intimidadas ou com receio de expor ideias muito diferentes como por exemplo, ideias que o grupo não estar acostumado a ter.

Pense em sair do ambiente interno da igreja, ou de salas que sejam muitos formais que mais parecem como uma sala onde o chefe chama o seu empregado para uma conversa.

Tentem ir a uma cafeteria, ou na casa de algum membro.

O objetivo precisa estar bem definido

Fazer brainstorming é justamente para elaborar ideias para alguma finalidade. Dessa forma o objetivo precisa ser o mais claro possível para que todos que irão participar do processo de brainstorming gerem soluções ou sugestões mais assertivas e com proximidade à situação proposta.

Experimente fazer uma seção de ideias aleatórias

Agora que já encontraram um lugar adequado, confortável e agradável para a sessão de brainstorming e o objetivo já está bem claro para todos, que tal começar a incentivar os membros a interagir e expor seus pensamentos a respeito da questão? Não esqueça: toda ideia é bem vinda neste primeiro momento)

Para deixar as coisas mais dinâmicas, você pode utilizar um quadro pequeno para anotar as ideias e ir interligando cada uma. Usar post-its também é uma forma de fazer com que os membros contribuam anotando cada um no seu bloquinho de papel.

Fazendo assim você facilita o processo de criação e é uma forma de organizar todas ideias num mesmo lugar para que haja uma votação.

As ideias precisam ser apresentadas

Terminado esse primeiro momento de gerar ideias e estimular os seus membros a contribuir, esta é a hora que você vai reunir todos os post-its no quadro ou pode ser em uma parede, e expor cada uma para que seja do conhecimento de todos e para que sejam analisadas.

É hora de votar!

já que as ideias já foram expostas, é hora de haver uma votação. Peça que os membros votem nas três ideias mais preferidas. Estas ideias serão as decisivas para o processo de aproveitamento e provavelmente serão as que serão utilizadas definitivamente para resolver a questão proposta ou ser a peça fundamental da comunicação que se deseja atingir. 

Vale destacar que essas ideias são as iniciais e devem ser selecionadas para que haja o aprofundamento e agora sim, o julgamento, ou seja, serão analisadas criteriosamente acerca dos recursos que a igreja já possui.

O processo de brainstorming é criativo e interativo, então realize quantas vezes forem necessárias. 

Esse processo é muito importante para a igreja porque além de dar oportunidade para que os membros contribuam com as questões da igreja, é um processo que possibilita que ideias brilhantes possam ser geradas e aprimoradas por mais e mais vezes.

Não esqueça de que as ideias devem ser colocadas à luz da vontade de Deus, sem isso, todas elas se tornam sem nenhum proveito.

Esperamos que esse conteúdo possa agregar  de alguma forma na vida da sua igreja.

Deus abençoe.

Hilda Ribeiro
Hilda Ribeiro
Artigos: 143

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *